Deputado Altair Silva busca hospital universitário para Chapecó em Brasília

Publicado em 13/09/2017 às 11:35:32 - Atualizado em 13/09/2017 ás 11:35:32

Conforme Altair Silva (PP), a transformação do Hospital Regional em hospital universitário será uma grande conquista que beneficiará a população de Chapecó e também do Oeste Catarinense 

O deputado estadual Altair Silva (PP) está cumprindo agenda na capital federal nesta semana. Entre os principais compromissos está a audiência no Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (13), para tratar sobre a instalação do hospital universitário em Chapecó. 

A audiência, solicitada juntamente com o deputado federal Esperidião Amin (PP), contará com a presença do reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Jaime Giolo, o reitor da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ), Claudio Alcides Jacoski, o diretor do Hospital Regional Oeste (HRO), Severino Teixeira da Silva Filho, e os deputados federais da bancada do Grande Oeste. 

Conforme Altair Silva (PP), a transformação do Hospital Regional em hospital universitário será uma grande conquista que beneficiará a população de Chapecó e também do Oeste Catarinense. “É uma grande oportunidade, mas também um desafio. Estamos articulando para que o Hospital Regional de Chapecó venha a ser reconhecido como um hospital escola, assim os formandos de medicina da Unochapecó e da UFFS poderão fazer seus estágios, a residência médica e suas especializações”, afirma Altair. 

O desejo para que o hospital se torne um hospital universitário é antigo, e começou ainda em 2014, com a construção da segunda ala, que conta com mais de 8 mil m², abrigando salas cirúrgicas, prontos-socorros e quartos. 

Em abril deste ano Altair viajou à Brasília, onde buscou a viabilização do projeto, e agora retorna a capital federal para que a conquista junto aos órgãos federais se torne realidade o mais breve possível. 

Os trâmites são para que o hospital, considerado a referência do Oeste, esteja devidamente autorizado pelo Ministério da Educação e pelo Ministério da Saúde para receber os alunos. 

Fonte: WH3  Foto: Reprodução.

Publicidade