Saber Planos

PF suspeita de falsidade de vacinas aplicadas em empres√°rios em BH

Por Redação Chapecó Mais em 30/03/2021 às 20:19:29
© Divulgação/Polícia Federal de MG

© Divulgação/Polícia Federal de MG

A Pol√≠cia Federal (PF) cumpriu na tarde desta ter√ßa-feira (30) dois mandados de busca e apreens√£o na resid√™ncia de uma enfermeira e de seu filho e também em uma cl√≠nica em Belo Horizonte. Os dois s√£o suspeitos de comercializar e aplicar vacinas de origem il√≠cita contra a covid-19.

As a√ß√Ķes fazem parte da Opera√ß√£o Camarote, que investiga "suposta importa√ß√£o" e "administra√ß√£o irregular de vacinas" que teria ocorrido na garagem da empresa de Via√ß√£o Saritur, na capital mineira. A empresa é um dos maiores conglomerados de transporte de passageiros do estado de Minas Gerais.

A mulher alvo do mandado, que tem passagem por furto, também teria comercializado vacinas ilegais para outras pessoas, além dos investigados na opera√ß√£o Camarote, informou a PF.

LW Riedi

Os investigadores trabalham com tr√™s linhas de apura√ß√£o: as vacinas terem sido importadas ilegalmente, desviadas do Ministério da Sa√ļde ou serem falsificadas. No fim da tarde, a mulher, seu filho e um homem envolvido no caso foram conduzidos à sede da Superintend√™ncia da Pol√≠cia Federal em Minas Gerais para prestar esclarecimentos.

De acordo com a PF, se houve importa√ß√£o irregular e recepta√ß√£o de vacinas contra covid-19, a pr√°tica configura delitos previstos Código Penal, tanto pelos importadores quanto pelos que tenham recebido a vacina.

O delito pode ser agravado caso tenha ocorrido antes de a lei que aprova o uso da vacina ter entrado em vigor, ou caso ela tenha sido aplicada antes de seu registro junto à Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa).

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Aurora 52 anos

Coment√°rios

nespolo 3
Mahh - Marcela
MVA